CADASTRE-SE PARA RECEBER REIKI SEMANALMENTE


OM - O Som Cósmico - Paramahansa Yogananda

Flavia S Rosa      quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

 

 

    O OM é um dos símbolos mais sagrados do Hinduísmo. Estudos mostram que este som induz efeitos relaxantes, potencializando a cura física e emocional. O Símbolo vem do Devanagiri, um manuscrito baseado em sânscrito, de onde outras linguagens emergiram. O OM é o nome/ frequencia universal "Daquele que Tudo Sabe". É composto dos sons à ( foneticamente como em "manhã"), U ( foneticamente como em um "ungir") e M ( foneticamente como em "mamãe).

O Sim simboliza o Trumurti, uma união de três deuses, consistindo em Brahma ( o criador), Vishnu ( o conservador), e Shiva ( o destruidor). Esta palavra é um dos sons mais profundos que seres humanos podem criar com as cordas vocais e o mais fácil de ser proferido

 

Dentro do símbolo há os cinco elementos do Universo – terra, fogo, ar, água e éter. Confome o mestre hindu Pranavopanishad, o A é nirman (criação de tudo), é Brahma, o criador e a Terra. U é shiti (conservação do Universo), é Vishnu, o preservador. O espaço M é Pralaya (transformação do Universo), é Shiva, o dstruidor e a iluminação. Observe que na existência tudo é regido por estas três energias: criação, preservação e destruição.

Avati Raksati - aquilo que lhe protege, lhe abençoa. Como se dá essa proteção? É um mantra e é um nome do Senhor. 

 

 

  • A curva maior 1 simboliza o estado de vigília, neste estado a consciência é voltada para o interior através dos portões dos sentidos. O tamanho grande significa que este é o estado mais comum da consciência humana.
  • A curva de cima 2 mostra o estado de sono profundo ou estado de inconsciência. Este é um estado onde quem dorme não deseja nada nem passa por nenhum sonho.
  • A curva do meio 3 (que se localiza entre o sono profundo e o estado de vigília) significa o estado de sonho. Neste estado a consciência do indivíduo é voltado para o interior e o sonhador contempla uma visão encantadora do mundo atrás das pálpebras dos olhos.

Estes são os três estados da consciência de um indivíduo, já que o pensamento místico Indiano acredita que a realidade manifestada inteira se origina desta consciência, portanto estas três curvas representam o fenômeno físico.

  • O ponto (4) significa o quarto estado da consciência, conhecido em Sânscrito como turiya.

Os hinduistas acreditam que o Senhor criou o mundo depois de cantar "om". Por isso, seu som é usado para criar um começo promissor para qualquer tarefa que alguém possa empreender.

Neste estado a Consciência não parece nem extrínseca nem intrínseca, nem os dois juntos. Significa o voltar para a quietude de toda existência relativa e diferenciada. Este estado quieto total, pacífico e bem aventurado é o alvo absoluto de toda atividade espiritual.

Este estado Absoluto ( não relativo ) ilumina os outros três estados.

Finalmente, o semi círculo simboliza Maya e separa o ponto das outras três curvas. Deste modo, é a ilusão de maya que nos previne da realização dos mais altos estados de bem-aventurança. O semi-circulo é aberto no topo e não toca o ponto. Isto significa que este estado mais alto não é afetado por maya. Maya só afeta o fenômeno manifestado. Este efeito é quem previne o investigador de alcançar seu alvo final, a realização do Um, do Onisciente, do não-manifesto, do princípio Absoluto. Desta maneira, a forma de OM representa tanto o não-manifesto e o manifesto, o número e o fenômeno. Sendo um mantra, ele é repetido, e, portanto, torna-se uma prece. O Senhor é o protetor e o provedor; aquele que abençoa é o Senhor, o Senhor é na forma de bênção.  Repetindo OM, você invoca o Senhor naquela forma específica. Então, dessa maneira, Om lhe protege.

Portanto, ele é fiel a seu nome. É o Senhor que lhe protege, não o som. O Senhor é UM e não-dual. Isso é o que dizem os Vedas. O que existia antes, o que existirá depois e o que existe agora.
 

Tudo isso, sarvam, é realmente Om. Tudo o que existe é Om. Tudo o que existiu é Om, e também tudo o que existirá depois, no futuro. Passado, presente e futuro, incluindo o tempo e tudo o que existe no tempo - tudo isso é Om. Aquele Om é Brahman. 

Portanto, o Senhor é não-dual, e esse não-dual é Um. A sílaba é também uma e não-dual, significando que tudo está dentro dela. E tudo está dentro de Om.

Como um som sagrado também, a pronúncia das três sílabas AUM é aberto para uma rica análise lógica.

O (A) simboliza o estado de vigília, e assim, o estado de sonho ( simbolizado por U), situa-se entre o estado de vigília (A) e o estado de sono profundo (M). Na verdade um sonho nada mais é do que um componente da consciência da vida em vigília formada pela inconsciência do sono. 

A é um mátra, U é outro e M mais outro. Brahman é Sarvam (tudo)e também está na forma de três. Brahman em estado causal, como súkshma prapañcha, o mundo sutil, e o sthula, o mundo físico. O corpo físico é chamado de shúla, assim como o universo físico. 

Comentários

 

Latest Articles

Aromaterapia e seus benefícios

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Cura Prânica - como atua, onde fazer, como funciona?

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

O que são os Florais e o que eles podem fazer por nós?

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Feng Shui by Master Shoa Kok Sui

terça-feira, 30 de agosto de 2016

O Poder do Portal 999 em 9/9/2016

domingo, 4 de setembro de 2016

Reiki - Seus benefícios

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

OM - O Som Cósmico - Paramahansa Yogananda

quinta-feira, 3 de novembro de 2016